A Repressão/Recalque e os Mecanismos de Defesa.


A repressão é um mecanismo inconsciente pelo qual nossos desejos e impulsos são suprimidos da consciência por se tornarem conteúdos inaceitáveis ou impossíveis de serem correspondidos. Então, pela força de vontade esse conteúdo é movido para algum “lugar” onde permanece de certa maneira oculto.

Não podemos mais acessar esse material pela nossa simples força de vontade. Pois entende-se que este conteúdo reprimido agora é inconsciente.

A essência da repressão consiste em afastar uma determinada coisa do consciente, mantendo-a à distância, no inconsciente.

Mas ao contrário do que se pensa, esses conteúdos não somem ou adormecem para sempre. Ganham força no inconsciente e geralmente se manifestam em forma de alguma dificuldade que chamaremos de sofrimento.

Segundo Freud, a repressão nunca é feita ou realizada de uma vez por todas. Ela exige uma força contínua para manter esses conteúdos “inaceitáveis” longe e inacessíveis.


Uma questão interessante é que a ansiedade pode também ser vista como a força que leva à repressão e é sentida principalmente quando se nota o perigo desse material reprimido se tornar consciente.


Para Freud os sintomas histéricos têm origem em alguma antiga repressão.

Muitas doenças Psicossomáticas derivam desses sentimentos reprimidos. Asma, artrite, úlcera também podem estar relacionadas com a repressão. Muitos transtornos da sexualidade também estão ligados as nossas condições psicológicas, tais como a frigidez, impotência e ejaculação precoce.

A repressão é um dos mais reconhecidos mecanismo de defesa, especialmente contra as exigências dos impulsos sexuais.

- Para entender melhor os mecanismos de Defesa: Segue abaixo o texto do Infopedia.


MECANISMOS DE DEFESA

Mecanismos de defesa são um conjunto de processos defensivos psíquicos inconscientes que aliviam o ego/eu do estado de tensão psíquica entre o id intrusivo, o superego ameaçador e as fortes pressões que emanam da realidade externa.